ADORO tudo o que a Rosely Sayão escreve no Suplemento Equilíbrio da Folha de SãoPaulo todas as terças. São artigos voltados à criança, adolescente e educação em geral.
Esta semana ela abordou sobre uma velha discussão entre Pais e Escola: "São os pais que não educam ou é a escola que dá chance para os alunos aprenderem o que não deveriam?"
Neste artigo, Sayão descreve a colocação de uma mãe de um garoto de cinco anos, que diz que o filho tem aprendido a fazer tudo o que ela não quer, na escola.Já a diretora da escola, reclama da falta de educação das crianças e responsabiliza os pais por isso.
Neste ponto, a autora levanta interpretações relevantes a respeito da conduta das crianças que devem ser observadas por todos.
Primeiro, temos que admitir que as crianças atuam, muitas vezes, de forma provocativa, transgressora e desafiante ( principalmente na relação com autoridades ) .
Segundo, a educação das crianças contemporâneas não está apenas nas mãos da família ou escola; '" a cidade educa, a mídia educa, a sociedade educa, etc..."
Concluindo, Rosely Sayão alerta que quando a criança faz algo errado, a culpa pode não ser nem da família , nem da escola. Contudo, isso não exclui a responsabilidade de ambas as instituições de insistir nas boas lições e ( agora uma inclusão minha ) repreensões quando necessárias.
Kátia
Print Friendly and PDF

1 Deixe aqui seu comentário:

Lenildo disse...

A educação da criança sofre inúmeras influências.
Nenhuma delas é mais importante que a dos pais desde que os mesmos sejam responsáveis.