Via Láctea

"Ora (direis) ouvir estrelas! Certo
Perdeste o senso!" E eu vos direi, no entanto,
Que, para ouvi-las, muita vez desperto
E abro as janelas, pálido de espanto...

E conversamos toda a noite, enquanto
A Via Láctea, como um pálio aberto,
Cintila. E, ao vir do sol, saudoso e em pranto,
Inda as procuro pelo céu deserto.

Direis agora: "Tresloucado amigo!
Que conversas com elas? Que sentido
Tem o que dizem, quando estão contigo?"

E eu vos direi: "Amai para entendê-las!
Pois só quem ama pode ter ouvido
Capaz de ouvir e entender estrelas"
Olavo Bilac

7 Deixe aqui seu comentário:

Sissym disse...

Que delicia ler este poema, lembro de quando criança ter lido tambem em sala de aula. Nunca esqueci. Grande jornalista e poeta.

Interessante, eu lembro de muitas coisas sobre meu pai, especialmente geografia e historia, mas nenhum poema ou poesia!

beijos

Loubah Sofia disse...

O Bilac tem essa magia, o eco da sua perplexidade tão bela rerbera em nós, nos fazendo capazes de traduzir os sons delas as estrelas.
Não poderias ter escolhido poema mais lindo Ká, para dedicar ao teu Papai, certamente deve de estar imensamente feliz da janela onde contempla-te os sorrisos.
Meu pai tem estrelas no olhar, são olhares azuis e serenos que quando dirigem-se a mim, fico sempre com a sensação que caminho entre as nuvens, e olha que minha meninice já vai longe, mas os filhos para os pais sempre são crianças não é?
Estava agora a pouco com ele e estávamos a rir de nossas brincadeiras, quando, li tua publicação sorrir, enternecida e pensei... Mas olha que nem de propósito! Essa feliz coincidência. É lindo ser filha... É lindo ser pai... É lindo ser coração que tanto ama assim.
Grata querida amiga, por esse momento vou levando esse trechinho:
"Amai para entendê-las!
Pois só quem ama pode ter ouvido
Capaz de ouvir e entender estrelas"
Meu carinhoso abraço.

Marcela disse...

Ká!
Era mesmo para emocionar?
Conseguiu amiga...
que lindo!
O papai está rindo lá nas estrelas, orgulhoso de vc...
Bjos

BLOG DE POESIAS DO PROFEX disse...

Voltar a reler a Via Láctea me emocionou. Linda homenagem. Fez-me voltar aos tempos quando vivia ainda na terra onde cresci...
Obrigado por compartilhar e parabéns pela homenagem!

Luiz Scalercio disse...

belissimo poema muito bom mesmo prbns.
um abraço.

Malu disse...

Que homenagem mais cheia de ternura.
Olavo Bilac, criador de tantos belos poemas... Este é magnífico.
Abraços

neusapae disse...

Querida obrigada pelo presente amei!!! Essa é uma atitude para ser comemorada mesmo, pois nos dias de hoje temos dificuldades em aconselhar alguns jovens a respeitarem seus pais. E vejo-me diante de algo maravilhoso, olha parabéns........
Fico imensamente feliz por encontrar pessoas como voce.
Parabéns e mais uma vez obrigada pelo presente.
abraços e fique com Deus.